Sarah Jacobs, AOC e 15 outros membros do Congresso presos em protesto pelos direitos ao aborto – NBC 7 San Diego

A deputada Sarah Jacobs, D-San Diego, estava entre as 35 pessoas presas na terça-feira – incluindo 17 membros do Congresso – durante um protesto pelo direito ao aborto do lado de fora da Suprema Corte dos EUA em Washington, DC.

De acordo com a Polícia do Capitólio dos EUA, os manifestantes foram presos por “não se aglomerar, obstruir ou invadir”, o que se refere a bloquear o uso da rua.

“Os manifestantes começaram a bloquear a First Street, NE”, disse o departamento de polícia em um comunicado no Twitter no momento da manifestação. “É contra a lei bloquear o tráfego, então os policiais vão dar três avisos padrão antes de começarem a fazer prisões.”

Parlamentares e outros – muitos usando as bandanas verdes, sinônimo do movimento pelo direito ao aborto – votaram no mês passado contra Roe v. Eles se reuniram para protestar contra a decisão da Suprema Corte de anular a caça.

Jacobs escreveu no Twitter sobre o protesto de terça-feira de manhã: “Nunca vou parar de lutar para proteger os cuidados de saúde reprodutiva, incluindo o direito ao aborto, e orgulhosamente colocarei meu corpo em risco para deixar claro o quão urgentemente preciso agir”.

Entre os presos estavam a Dep. Alexandria Ocasio-Cortez, D-N.Y., Dep. Ilhan Omar, D-Minn., Rep. Corey Bush e T-Mo incluídos. e Rep. Ayanna Pressley, D-Mass. Espera-se que sejam absolvidos e multados.

Jacobs foi um dos vários parlamentares democratas locais que condenaram a decisão da Suprema Corte no mês passado. Em um comunicado, ela disse: “Esta será uma das decisões mais devastadoras, regressivas e vergonhosas da Suprema Corte na história de nossa nação. Como uma das poucas mulheres em idade reprodutiva no Congresso, essa tentativa de tirar a autonomia corporal das pessoas é pessoal.”

READ  Phil Russell: lenda da NBA morre aos 88 anos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.